terça-feira, 5 de agosto de 2014

QUEDA DE CABELO POR LÍQUEN PLANO

O que é líquen plano?
Líquen plano é uma doença inflamatória crônica que afeta as mucosas, a pele, as unhas e o cabelo, acometendo igualmente homens e mulheres, sendo inabitual em crianças. A área mais comumente envolvida é a mucosa da boca. As lesões orais são mais frequentes e resistem mais ao tratamento que as cutâneas. O aparecimento das lesões, em geral, está associado ao estresse.
A doença começa com pequenas pápulas que logo se combinam até formarem placas rugosas e descamativas. As lesões bucais podem ser lineares, anulares ou reticulares e terem diferentes formas clínicas: erosiva, reticularatrófica, bolhosa, emplaca ou papular. A forma reticular, tipo mais comum, caracteriza-se pela presença de numerosas linhas ou estrias que se entrelaçam produzindo um padrão rendilhado.
Embora haja controvérsias entre autores, a Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica o líquen plano como uma condição pré-maligna. Na verdade, apenas uma pequena parcela (menos de 0,5%) dos líquens planos transforma-se em cânceres, mas o risco de malignização aumenta na presença de fatores mutagênicos, como o álcool, o fumo e a candidíase.
Quais são as causas do líquen plano?
Ainda são desconhecidas todas as causas de líquen plano, porém sabe-se que as lesões aparecem com mais frequência em situações de estresse. A doença tende a desaparecer por si só, mas volta a aparecer em alguns meses. Os episódios da doença podem durar anos, são muito incômodos e desconfortáveis para o indivíduo.
Quais são os principais sinais e sintomas do líquen plano?
A primeira crise do líquen plano pode aparecer de repente ou insidiosamente e pode durar semanas ou meses. Os principais sinais e sintomas são:
  • lesões características na boca, tronco, pulsos e, no caso das mulheres, na vagina;
  • coceira intensa;
  • aftas;
  • queda de cabelo;
  • manchas escuras na pele;
  • sensação de ardência ou queimação na boca e
  • diminuição da espessura das unhas.
O líquen plano se caracteriza por pápulas planas, isoladas ou confluentes, localizadas em locais de prurido intenso, de bordas irregulares, avermelhadas ou violáceas, contendo em sua superfície linhas esbranquiçadas (estrias de Wickham). As mucosas são afetadas em 30 a 70% dos casos. Quase sempre as lesões distribuem-se de forma simétrica na boca, sobre o tronco, nas superfícies internas dos pulsos, nas pernas, na glande e na vagina. O rosto quase nunca é afetado. Em alguns casos, provoca alopecia (queda de cabelo em placas). As úlceras na boca geralmente aparecem antes das lesões cutâneas e podem ou não serem dolorosas e se degenerarem em câncer da boca.
Como o médico diagnostica o líquen plano?
A princípio, os casos de líquen plano devem ser suspeitados pela história clínica e pelo exame direto das lesões. Os casos característicos geralmente não oferecem dificuldades para o diagnóstico, mas como o líquen plano pode ser confundido com outras doenças, deve-se fazer o diagnóstico diferencial, principalmente com reações liquenoides,leucoplasiacarcinoma espinocelular, pênfigo, penfigoide benigno de mucosacandidíase pseudomembranosa e leucoderma. Para essa diferenciação é essencial fazer uma biópsia das lesões.
Como o médico trata o líquen plano?
O líquen plano não tem uma cura conhecida. O tratamento visa controlar a sintomatologia dolorosa e pruriginosa. Os medicamentos mais eficazes são os corticoides, mas pode-se usar também anti-histamínicos para diminuir a coceira e fazer bochechos com medicamentos que contenham lidocaína, para aliviar as dores das aftas. O líquen plano pode desaparecer e recorrer após vários anos. A doença costuma ser resistente ao tratamento e este pode durar meses ou mesmo anos até a recuperação total. Se o paciente apresentar qualquer alteração no aspecto da lesão, deve-se recorrer à biópsia para avaliar uma possível transformação maligna.
Como evolui o líquen plano?
O líquen plano é uma doença recidivante, que evolui por crises e não tem cura.
Com frequência, a gravidade da doença é proporcional ao grau de estresse do paciente, portanto, torna-se fundamental o apoio de um psiquiatra ou psicólogo.
Agentes irritantes de mucosa como álcool (bebidas e bochechos), sucos cítricos e temperos devem ser evitados, para que não haja exacerbação dos sintomas.
FONTE: http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/365974/o+que+saber+sobre+o+liquen+plano.htm
Cuide de sua autoestima e nos procure para ter os cabelos de seus sonhos em apenas uma hora: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário